terça-feira, 2 de fevereiro de 2010

Adore com todo o teu ser


"Louvai-O conforme a excelência da Sua grandeza" - (Salmo 150.2b)





Em uma das madrugadas de 2005, o Espírito Santo me levou a buscar a Sua presença e meu entendimento sobre este pequeno trecho da Palavra foi transformado radicalmente! Quero compartilhar esta revelação passo a passo:

Louvai-O

Efésios 1.3-6 traz para nós um retrato da vontade de Deus desde a criação do mundo: (3) Bendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, o qual nos abençoou com todas as bênçãos espirituais nas regiões celestes em Cristo; (4) como também nos elegeu nele antes da fundação do mundo, para sermos santos e irrepreensíveis diante dele em amor; (5) e nos predestinou para sermos filhos de adoção por Jesus Cristo, para si mesmo, segundo o beneplácito de sua vontade, (6) para o louvor da glória da sua graça, a qual nos deu gratuitamente no Amado...

Não é esta uma descrição do céu? 1- Santos e irrepreensíveis, 2- filhos de adoção por Jesus, 3- louvando e adorando em Sua presença? Essa é a vontade de Deus desde a fundação do mundo, o que eleva tremendamente o nosso propósito de vida na terra!

Veja que esse movimento de louvor e adoração que temos presenciado nos últimos anos não é algo de agora, não é modismo cristão. Era da vontade de Deus, desde antes da fundação do mundo, que as nossas vidas glorificassem o Seu nome. Pois o Espírito Santo tem despertado a igreja quanto à vontade inicial de Deus.

Louvar e adorar a Deus fala ao nosso íntimo duas coisas: somos filhos amados e a vontade do Pai é que sejamos santos e irrepreensíveis como Ele é.

Conforme

Se o entendimento quando ao propósito de nossas vidas foi elevado quando vimos que, desde antes da fundação do mundo, somos para a glória de Deus, veja que essa palavra - conforme - chama a nossa atenção para o que realmente importa para Deus: O que temos oferecido ao Pai como louvor? Qual tem sido a qualidade da nossa adoração?

O nosso louvor e a nossa adoração devem ser conforme a excelência da Sua grandeza! Isso é tremendo!

Ezequiel 1.1-28 contém uma pequena descrição da adoração no céu: quatro seres viventes, ministrando diante do Senhor. A descrição do profeta sobre esses seres revela que ser semelhante a Deus é uma questão de intimidade. Quanto mais próximos Dele, mais santos nos tornamos, mais parecidos com Ele nos tornamos.

Dentre as características de Deus - se é que podemos enumerar todas elas - existem três que aprendemos desde pequeno na escola bíblica: onipresença (Deus pode estar em todos os lugares), onisciência (Deus sabe todas as coisas) e onipresença (Deus tem todo o poder).

Pois os quatro seres tinham características semelhantes:

(13) Quanto à semelhança dos seres viventes, o seu parecer era como ardentes brasas de fogo, como uma aparência de tochas. Fogo corria por entre os seres viventes; resplandecia, e dele saíam relâmpagos. (14) Os seres viventes corriam, saindo e voltando à semelhança de um raio - semelhantes a Deus na onipresença.

(6) cada um tinha quatro rostos, como também cada um deles quatro asas... (10) e a semelhança dos seus rostos era como o rosto de homem; e à mão direita todos os quatro tinham o rosto de leão, e à mão esquerda todos os quatro tinham o rosto de boi; e também tinham todos os quatro o rosto de águia... (12) E cada qual andava para adiante de si; para onde o espírito havia de ir, iam; não se viravam quando andavam - semelhantes a Deus na onisciência.

(24) E quando eles andavam, eu ouvia o ruído das suas asas, como o ruído de muitas águas, como a voz do Onipotente, o ruído de tumulto como o ruído dum exército; e, parando eles, abaixavam as suas asas - semelhantes a Deus na onipotência.

Em todas essas características, os quatro seres eram apenas semelhantes a Deus. Eles não podiam estar em todos os lugares ao mesmo tempo, não sabiam de tudo, nem tinham todo o poder. Mas pelas Escrituras observamos claramente como esses seres são influenciados e transformados pela presença de Deus, por estarem ministrando tão próximos Dele.

Assim deve ser conosco: viver e ministrar próximos ao Pai. Podemos estar ocupados, mas o nosso coração está ligado em Deus. Não estaremos em todos os lugares, mas pela presença viva de Deus em nós, estaremos nos lugares que Ele quer que estejamos. Não saberemos de todas as coisas, mas conheceremos a vontade de Deus, teremos a mente de Cristo. Não teremos todo o poder, mas seremos conhecidos nas regiões celestes como homens e mulheres poderosos, cheios do Espírito Santo, e os espíritos malignos fugirão de nós, em nome de Jesus!

A Excelência da Sua Grandeza

Quando elevamos o nosso entendimento de que somos para a glória de Deus, filhos que vivem em santidade, e quando elevamos o nosso louvor e a nossa adoração ao Senhor a níveis de excelência, fruto de nossa intimidade diária com Ele, veremos no rosto do Pai um largo sorriso de satisfação: esse é o Meu filho amado, em quem tenho prazer.

"A vereda dos justos é como a luz da aurora que vai brilhando mais e mais até ser dia perfeito" (Provérbios 4.18)

Deus abençoe
Luciano Motta

5 comentários:

  1. muito legal o texto, gostaria que vc's fossem nosso seguidores, assim como nós somos de vc1s, para que possamos trocar idéias e bençãos.

    Fiquem com Jesus !

    ResponderExcluir
  2. TEXTO INTERESSANTE!
    DANÇAR COM JESUS, NA SUA EXCELÊNCIA... SER EMBALADO POR ELE, PARA ELE E POR MEIO DELE!

    ResponderExcluir
  3. Olá bençãos.O texto muito profundo,tbm sou ministra de dança e líder.Gostei muiito daqui,voltarei mais vezes.Já to seguindo.Deus abençoe

    ResponderExcluir